Weby shortcut
Logo horizontal
Marca da UFG - Universidade Federal de Goiás

Gênero e Sexualidade: (Des)construir conceitos e linguagens

Atualizado em 25/11/16 11:42.

Gênero e Sexualidade: (Des)construir conceitos e linguagens

Nível: Mestrado

Créditos: 4

Carga Horária: 64hs

 

Ementa

Lutas sociais e a formulação de conceitos em gênero e diversidade no cenário mundial e nacional. Entre o cultural e o biológico e notas de uma legitimidade científica. Educação do corpo: o papel das instituições (escola, família, igreja...) nas construções de identidades de gênero e sexualidade. Limites, desafios e possibilidades das linguagens, de gênero e sexualidades, expressas nas práticas e mediações pedagógicas. Entre privilégios e privações, identificando, problematizando e (des)construindo paradigmas de orientação sexual, de classe, de faixa etária, de etnia, de raça. Políticas Públicas, questões de gênero e sexualidades: problematização da legislação e normas relacionadas à educação, igualdade de gênero e reconhecimento da diversidade sexual. A emergência da Teoria Queer como forma de desconstruir a naturalização da ordem sexual entre pessoas do sexo oposto.

Bibliografia

ALTMANN, Helena. Orientação sexual nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Estudos Feministas, Florianópolis, v 9, n2, p. 575-585, 2001.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. 3 ed. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2010.

CARVALHO, Marília Pinto de e PINTO, Regina Pahin. Mulheres e desigualdade de gênero. São Paulo: Contexto, Fundação Carlos Chagas, 2008.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. São Paulo: Graal, 1984.

______ . História da sexualidade II: o uso do prazeres. 12 ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1984.

______ . Microfísica do poder. 11 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988. HARAWAY, Donna. Ciencia, cyborgs y mujeres: la reinvención de la naturaleza. Valencia/ Madrid: Ediciones Catedra, 1995.

LOURO, Guacira. Gênero, Sexualidade e Educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 10 ed. Petropólis/RJ: Vozes, 2008.

______ (org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2 ed. Belo horizonte: Autêntica, 2001.

LOURO, Guacira; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre. Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 2 ed. Petropólis/RJ: Vozes, 2003.

GUARALDO, Olivia. Pensadoras de peso: o pensamento de Judith Butler e Adriana Cavarero. Revista Estudos Feministas, v 15, n 3, p. 663-677, 2007.

PERROT, Michele. Os excluídos da história: operários, mulheres e prisioneiros. 12 ed. Tradução de Denise Butmann. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2010.

PINTO, Céli Regina Jardim. Uma história do feminismo no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2007.

PISCITELLI, Adriana; PEREIRA de MELO, Hildete; MALUF, Sonia Weidner e PUGA, Vera Lúcia. Brasília, UNESCO, Ministério da Educação-SECAD, Olhares Feministas, 2009.

VENTURINI, Gustavo; RECAMÁN, Marisol; OLIVEIRA, Suely (orgs.). A mulher brasileira nos espaços públicos e privado. São Paulo: Editora Perseu Abramo, 2004.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil para análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v 20, n 2, p.71-99, jul-dez.1995.

VIANNA, Cláudia; UNBEHAUM, Sandra. Gênero na educação básica: quem se importa? Uma análise de documentos de políticas públicas no Brasil. Educação & Sociedade. São Paulo, v.27, n.95, maio/ago., p. 407-428, 2006.

Listar Todas Voltar