Linhas de Pesquisa

Atualizado em 12/05/20 07:13.

Linha de Pesquisa 1 - Fundamentos teóricos dos Direitos Humanos.

Buscando circunscrever o campo epistemológico dos direitos humanos a discussão desta linha de pesquisa recairá sobre os fundamentos éticos, políticos e jurídicos e sobre as teorias da justiça que estão na base daquilo que denominamos direitos humanos. Neste âmbito, é objeto de análise desta linha de pesquisa: (1) os conceitos de liberdade e igualdade que propicia o exercício dos direitos pelos cidadãos e proteção dos direitos pelas instituições do estado e sua relação direta com o reconhecimento dos direitos universais na forma dos Direitos Humanos e sua realização no Estado democrático; (2) a concepção de homem/humanidade a fim de pensar o humano para além dos direitos, de compreender a relação entre sujeito e conhecimento iluminando a discussão em torno das mudanças sociais e subjetividade; (3) a história dos direitos humanos focada nas relações entre economia e direito, a fim de discutir as teorias de justiça, as garantias constitucionais, direitos civis, econômicos, culturais e realidade social. 

Início: Agosto de 2012.

 

 

Linha de Pesquisa 2 - Práticas e representações sociais de promoção e defesa de Direitos Humanos.

Buscando compreender e discutir as práticas desenvolvidas para o reconhecimento e garantia dos direitos humanos, a discussão desta linha de pesquisa terá como foco a análise das ideologias, discursos, estratégias políticas e lutas sociais. Neste sentido, é objeto de análise da linha de pesquisa (1) a relação entre globalização, novas tecnologias, comunicação, a fim de discutir acerca da exclusão e inclusão, da relação entre o eu e o outro, o reconhecimento da alteridade; (2) os impactos sociais das ações em direitos humanos, tendo como foco as lutas sociais, educação para diversidade, igualdade e diferença, gênero e sexualidade, meio ambiente e desenvolvimento, o biológico e o cultural, (3) as políticas governamentais e políticas públicas em direitos humanos, analisando o exercício da cidadania e os resultados das mobilizações públicas e das ações populares, bem como a configuração política e possibilidades de ação, assim como as metas políticas e/ou institucionais que orientam as ações em direitos humanos.

Início: Agosto de 2012.

 

 

Linha de Pesquisa 3 - Alteridade, Estigma e Educação em Direitos Humanos.

Buscando contribuir para formação de profissionais e docentes de diversas áreas, a discussão desta linha de pesquisa terá como foco a educação formal e não-formal no campo dos direitos humanos. Neste sentido, é objeto de análise da linha de pesquisa: (1) a questão das metodologias do ensino/aprendizagem no campo dos direitos humanos, a fim de investigar e discutir a interdisciplinaridade e a transversalidade de conteúdos levando em consideração o ambiente escolar, mas também ambientes não formais de educação, (2) a questão de gênero, do corpo e da sexualidade que se interpõe nas diversas ações profissionais, de modo que importa analisar e discutir tais práticas à luz de conceitos da ética, tais como diversidade, alteridade, respeito, responsabilidade, (3) o problema da tutela profissional em relação a grupos/pessoas consideradas incapazes de auto-determinação - como é o caso de crianças, deficientes, pacientes terminais, dependentes químicos, populações indígenas – nestas situações de diferenças óbvias entre os sujeitos cabe discutir o estigma, o preconceito, a alteridade, o reconhecimento do outro, o exercício da cidadania.

Início: Agosto de 2012.